O Tajiquistão foi hoje uma exceção muito clara no futebol a nível mundial, com a disputa da Supertaça do país, jogada à porta fechada em Dushambe e com um larga tarja nas bancadas com a mensagem 'stop coronavírus'.

Muito poucos países no mundo não pararam por completo as suas competições por causa da pandemia de covid-19, sendo que o Tajiquistão ainda não tem qualquer caso positivo de infeção com o novo coronavírus, que já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 59 mil.

Escrita em tajique e russo, a faixa no estádio encheu grande parte das bancadas vazias de público, para assim 'testemunhar' o triunfo do Istiklol Dushanbe sobre o Khujand, por 2-1, neste jogo que marca o arranque da época.

No final, os jogadores conviveram livremente e receberam medalhas, que agradeceram com apertos de mão.

Juntamente com Bielorrússia, Nicarágua, Burundi e pouco mais, o Tajiquistão 'destoa' na imensidão de competições paradas ante o avanço da pandemia.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), registaram-se 266 mortes e 10.524 casos de infeções confirmadas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.