O treinador português Paulo Fonseca conquistou hoje a sua terceira Taça da Ucrânia em futebol ao serviço do Shakhtar Donetsk, que goleou na final o Inhulets, da segunda divisão ucraniana, por 4-0. No final do encontro, Fonseca mostrou-se satisfeito com a sua equipa.

"Primeiramente, quero parabenizar aqueles que receberam prémios antes do jogo, como o Marlos, o Vernidub e os outros. Tratava-se de uma final e há que ter em conta que o Inhulets Petrove tinha eliminado três equipas do principal escalão. E nós tínhamos isso bem presente. Se não fôssemos competentes e respeitássemos o adversários, as coisas podiam complicar-se. Como prova o resultado, fizemos um jogo sério e muito bom", referiu.

"Sabíamos que depois de marcar o primeiro golo tudo se tornaria mais fácil. Foi o que aconteceu. Só posso deixar uma palavra especial ao nosso adversário, que teve mérito em chegar à final. Nós vencemos de forma clara, com um resultado convincente e até poderíamos marcar mais golos. O jogo acabou por ficar mais fácil pela atitude dos meus jogadores", admitiu ainda Paulo Fonseca.

Após esta conquista, Paulo Fonseca ficou a um pequeno passo de garantir a terceira 'dobradinha' na Ucrânia, uma vez que lidera o campeonato com 11 pontos de avanço para o Dínamo de Kiev, quando faltam quatro jornadas para o termo da prova.

"Pode ser decidido, mas também pode não o ser. Eu acho que a equipa está motivada. Ainda assim, este é o nosso principal objetivo. Os jogadores fizeram uma ótima temporada e entendem que este é um momento crucial. Por isso, não preciso de os motivar especialmente. Todos estão determinados em ganhar outro título o mais rápido possível", concluiu o treinador português.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.