Hakim Ziyech veste atualmente a camisola do Ajax e esta terça-feira disputa as meias-finais da Liga dos Campeões frente ao Tottenham. Mas, a vida do internacional marroquino não foi fácil e ficou marcada por uma adolescência conturbada.

Ziyech é o mais novo de oito irmãos e tinha apenas 10 anos quando o pai faleceu. A partir daí começaram os problemas na vida do médio do Ajax.

"A morte do pai conduziu-o ao crime, mas eu ajudei-o o máximo que pude para o manter no trilho certo. Eu era o seu mentor e de certa forma a figura paterna", contou Aziz Doufikar, antigo internacional marroquino e um dos primeiros treinadores de Ziyech .

Na adolescência, o médio de 26 anos viu dois dos seus irmãos serem presos por roubo e começou nessa altura a abusar do álcool e de substâncias ilícitas.

"Ele bebia, fumava muito e usava drogas. Teve problemas com a lei. Notei que tinha medo de jogar futebol e a única hipótese que tive para que ele jogasse foi inscrevê-lo em torneios de futsal. Com muita sorte consegui colocá-lo no mundo do futebol", explicou Doufikar.

Em 2012, Ziyech estreou-se profissionalmente com a camisola do Heerenveen. As boas exibições levaram o médio ao Twente durante dois anos. Daí, o internacional marroquino 'saltou' para o Ajax, onde está na terceira época.

"Ele era a última hipótese da família, pôde ver pelo exemplo dos irmãos o que não fazer", disse ainda o ainda treinador de Ziyech.

Neste momento, o médio soma 44 jogos pelos holandeses do Ajax e já conta com 20 golos e 20 assistências.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.