James Rodríguez não foi convocado por Carlos Queiroz para os jogos da seleção colombiana contra Chile e Argélia.

A decisão foi justificada pelo técnico português como sendo uma opção unicamente da sua responsabilidade, apesar dos rumores que o jogador tivesse pedido para ficar de fora da convocatória para se focar nos trabalhos no Real Madrid.

Contudo, a Federação Colombiana de Futebol veio apresentar uma versão diferente.

Ramón Jeserún Franco, presidente da Federação, afirmou que o jogador teve uma conversa com Carlos Queiroz e que acordaram a não-convocação de James.

"É uma questão de conveniência para o jogador. O professor Carlos Queiroz conversa permanentemente com ele. Antes da convocatória, tiveram uma reunião de três, quatro horas e concordaram que era importante que dele ter um trabalho contínuo com o Real Madrid nesta altura", referiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.