A ausência de Cristiano Ronaldo na gala da FIFA, que decorreu em Milão, terá causado incómodo na FIFA. De acordo com o jornal espanhol 'Marca', às 14 horas desta segunda-feira, dia em que se realizou a gala, a presença do português era dada como certa, mas à medida que os protagonistas começaram a chegar ao Teatro alla Scala, começaram a surgir as primeiras dúvidas quanto à presença de CR7, que, curiosamente, era o candidato ao prémio que mais perto estava: a apenas 150 quilómetros de distância, em Turim.

Poucos minutos antes das 19 horas as dúvidas passaram a certezas, e Cristiano Ronaldo, que está a contas com problemas musculares, falhou mesmo a presença na Gala da FIFA. A ausência do jogador da Juventus foi especialmente notada no momento em que foi anunciado o onze do ano, uma vez que foi o único que não se encontrava no local para o receber.

Ora diz a mesma publicação que o facto de o português não ter comparecido incomodou Gianni Infantino, presidente da FIFA, que contava com Cristiano Ronaldo ao lado dos restantes concorrentes ao prémio de melhor do mundo, Lionel Messi e Virgil Van Dijk.  Nesse sentido, o nome do português não foi mencionado aquando da divulgação dos eleitos para o onze do ano.

De referir que Fernando Gomes, presidente da FPF, também não marcou presença nesta edição dos prémios 'The Best' - acabou por ser Nuno Gomes a representar Portugal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.