O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) decidiu hoje a favor do Paris Saint-Germain num caso de ‘fair play’ financeiro, depois de a UEFA ter tentado reabrir a investigação às finanças do clube parisiense, em setembro do ano passado.

A investigação do Corpo de Controlo das Finanças de Clubes da UEFA tinha sido encerrada no verão do ano passado, mas o organismo continental decidiu reenviar o caso para a câmara de investigação desse órgão, para que fosse aprofundada.

O PSG contestou junto do TAS, sediado em Lausana, na Suíça, a decisão do órgão da UEFA de voltar a investigar as contas do clube e viu agora o recurso ser aprovado.

Esta decisão é independente de uma outra investigação da UEFA às finanças do clube na temporada 2017/18, devido às contratações do brasileiro Neymar, por 222 milhões de euros, e do francês Mbappé, por 180 milhões, que levantaram dúvidas sobre o cumprimento das regras do ‘fair play’ financeiro.

No mês passado, o TAS também deu razão aos turcos do Galatasaray num processo semelhante.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.