O novo treinador do Paris Saint-Germain, Thomas Tuchel, quis demonstrar respeito por Neymar neste domingo e prometeu que as conversas que tiver com o craque brasileiro serão à porta fechada.

"Sou jovem, apesar de nem tanto. Mas sei que quando falo de Neymar, cada palavra pode ser mal interpretada", declarou o treinador alemão de 44 anos em Singapura, onde o PSG continua a sua preparação para a temporada.

"Por isso, o melhor que posso fazer quando quiser falar com ele será conversar à porta fechada", acrescentou.

O jogador mais caro da história do futebol foi alvo de críticas devido à sua tendência de reclamar e fazer simulações durante o Campeonato do Mundo da Rússia, mas Tuchel recusou revelar se vai falar sobre o tema com o Neymar.

O ex-treinador do Borussia Dortmund, entretanto, avaliou que deve criar uma relação estreita com o craque.

"Tenho a certeza de que é reciso criar uma conexão com ele e também que é necessário gerar vínculos com este tipo de jogadores", declarou Tuchel. "É um jogador extraordinário, sabe como gerir as grandes vitórias e também as derrotas, porque o futebol é assim", acrescentou.

O técnico alemão pediu ainda que médio francês Adrien Rabiot continue no emblema francês apesar do interesse do Barcelona.

Rabiot, 23 anos, foi manchete recentemente após recusar a sua condição de suplente antes do Mundial2018, conquistado pela França.

"O seu talento e potencial são evidentes", destacou Tuchel. "Estou certo de que ainda pode progredir aqui, no mesmo clube em que se estreou", acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.