A Federação Internacional de Futebol (FIFA) deu 45 dias ao CD Trofense para pagar os 200 milhões de kwanzas (perto de 330 mil euros) referentes à cláusula de rescisão do atleta angolano "Capita" com o 1º de Agosto.

Em comunicado enviado aos dois clubes, às federações de Angola e Portugal e ao atleta, o órgão orienta que o clube luso apresente o comprovativo do pagamento supracitado, no prazo de 45 dias.

Conforme o documento da FIFA, o CD Trofense está proibido de inscrever novos jogadores, a nível nacional e internacional, até que seja paga a totalidade do montante.

Essa medida do órgão reitor do futebol mundial terá duração máxima de três épocas completas e períodos consecutivos de inscrições.

Ao atleta Osvaldo Capemba "Capita", adianta, impõe-se a restrição de realizar jogos oficiais até ao efectivo pagamento do montante, com o prazo máximo de seis meses.

Caso não seja pago no prazo estabelecido, adianta, o assunto ser submetido ao Comité Disciplinar da FIFA.

O atacante e o clube português foram condenados ao pagamento do valor em causa, devido à quebra de contrato pelo jogador com o 1º de Agosto.

Nascido aos 10 de Janeiro de 2002, Capita foi formado na academia do clube "militar".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.