Em conferência de imprensa, o hispano-brasileiro reafirmou que jogos do género são de elevada carga emocional e que as oportunidades acabam por ser repartidas, por isso o detalhe vai ditar o possível vencedor.

Disse que o momento de inspiração de um ou outro jogador pode ditar o desfecho da partida, acrescentando esperar que o triunfo pertença ao seu conjunto.

“É nossa missão vencer este jogo. Temos responsabilidades com os adeptos, com a direcção e toda a família do clube”, referiu.

Minimizou a existência de pressão no seio do grupo, argumentando que tal existe todos os dias na vida de um desportista.

No último jogo entre as duas formações, na época passada, o 1º de Agosto venceu por 2-0, triunfo que lhe permitiu conquistar o terceiro título consecutivo da competição iniciada em 1979.

Contratado em 2016 para devolver a mística ganhadora da coletividade, 15 vezes campeã nacional, apenas logrou conquistar a Taça de Angola em 2017, curiosamente, com vitória sobre este mesmo 1º de Agosto, por 2-1, no Estádio 11 de Novembro.

Roberto Luiz Bianchi Pelisser “Beto Bianchi”, de 53 anos de idade, tem nacionalidade espanhola, mas nasceu no Brasil.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.