Quatro temporadas depois, o técnico Mário Soares anunciou este domingo, no Lubango, a sua saída do Clube Desportivo da Huíla (CDH), para integrar o quadro técnico do 1.º de Agosto, onde possui contrato como funcionário.

Falando à imprensa a propósito da sua permanência ou não na formação huilana, o treinador disse não saber ainda em concreto onde será enquadrado, mas acredita que seja na academia, como técnico-adjunto ou como principal.

A saída de Mário Soares foi confirmada pelo director administrativo do CDH, Ezequias Domingos.

Questionado sobre a contratação do próximo treinador, o dirigente afirmou que, por enquanto, não recebeu nenhuma orientação para o efeito.

Mário Soares, que dirigiu a formação Militar da Região Sul desde 2017, é responsável pela melhor classificação no Girabola (3.º lugar na época de 2028/19), e uma final da Taça de Angola, em 2018.

Até à anulação do Girabola, devido à COVID-19, o Desportivo da Huíla ocupava a sexta posição, com 29 pontos.

O anúncio da saída de Soares acontece dias depois de o próprio técnico e o director administrativo, Ezequias Domingos, terem confirmado à Angop que permaneceria na liderança da equipa, apesar do fim do prazo de dispensa (quatro anos) acordado com o clube agostino.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.