O Desportivo da Huíla está proibido de perder o jogo deste domingo em que recebe o 4 de Abril, do Cuando Cubango, sob pena de agravar a pressão e dificultar a manutenção no Girabola, afirmou nesta quinta-feira o técnico do conjunto, Ivo Traça.

Em declarações à Angop, antes do último treino da semana, o treinador lembrou que faltam cinco jogos para terminar o campeonato angolano de futebol da primeira divisão, dos quais três na condição de anfitrião, pelo que deverão ser encarados com maior responsabilidade e como se finais se tratassem.

O técnico admitiu que a atual classificação deixa a equipa pressionada por ser desconfortável, mas crê na permanência na primeira divisão. Ivo Traça disse que, para o jogo deste domingo, no estádio do ferrovia, diante do 4 de Abril do Cuando Cubango, para a 26ª jornada, a equipa está moralizada e consciente que deve pontuar, uma vez que o seu perseguidor, o 1º de Maio, com 23 pontos, defronta também em casa o 1º de Agosto.

“Estamos a trabalhar muito nos aspetos defensivos e no atacante, porque precisamos fazer golos e não sofrer. Para tal estamos a orientar sessões específicas, como marcação homem a homem, atenção na marcação de bolas paradas e retenção do adversário nas alas”, explicou.

Nas jornadas seguintes, o Desportivo da Huíla joga em Benguela diante da Académica do Lobito, depois recebe o Progresso da Lunda Sul, seguindo-se o Recreativo da Caála e fecha em casa com o Recreativo do Libolo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.