Com 149 votos a favor, Tomás Faria foi, este sábado, reeleito para mais quatro anos (2020/24) como presidente de direcção do Petro de Luanda.

O dirigente cumprirá, assim, o seu segundo mandato à frente dos "tricolores".

O acto, que decorreu na sede do clube, na capital do país, registou seis votos contra, um nulo e igual número em branco.

A tomada de posse acontece na próxima segunda-feira, às 14 horas, na sede do clube, na zona do eixo –viário, na baixa de Luanda.

A nova direção pretende conquistar neste ciclo olímpico um total de quarenta títulos a nível interno e continental, nas modalidades nucleares, designadamente, futebol, basquetebol e andebol.

A nível da infraestruturas almeja-se a construção de uma Academia Desportiva, bem como transformar o pavilhão de hóquei em patins em multiusos moderno.

Entre as principais alterações na estrutura directiva, a novidade tem a ver com a entrada do treinador Anselmo Monteiro, agora nas vestes de vice-presidente para o basquetebol, em substituição de Artur Barros, que passa a gerir o departamento científico e desportivo.

Entre as personalidades que lideraram a colectividade fundada a 14 de Janeiro de 1980, destacam-se António Mangueira,Silva Neto, Cardoso Pereira e Mateus de Brito.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.