O Alavés podia fazer história e juntar-se a Barcelona e Real Madrid no comando da liga de futebol espanhola, mas cedeu hoje empate caseiro 1-1 com o Getafe, em encontro da sexta jornada.

Depois de na quarta-feira os campeões terem sido surpreendidos pelo até então lanterna-vermelha Leganés, permitindo a reviravolta para 2-1, seguida de derrota 3-0 dos ‘merengues’ em casa do Sevilha, com ‘bis’ de André Silva, o conjunto basco precisava ganhar para igualar os ‘gigantes’ com 13 pontos, mas acabam com os mesmos 11 pontos do Atlético de Madrid, no terceiro posto.

O melhor arranque da história do Alavés foi travado pela atitude do Getafe, que se adiantou por Amath Ndiaye (80), não resistindo, no entanto, ao derradeiro fôlego dos locais, que viram o argentino Jonathan Calleri (90+3) resgatar um ponto.

A formação dos arredores de Madrid, que teve Antunes no banco, foi sempre mais sólida e perigosa, e ficou em vantagem perto do fim.

Ainda na primeira parte, o guarda-redes David Soria defendeu um penálti de Ibai Gómez (41), que desperdiçou a oportunidade de adiantar o Alavés.

O Valladolid tinha caído para último após o feito do Leganés, mas já se livrou dessa condição, com vitória 2-1 sobre o Levante, que marcou primeiro, mas posteriormente viu-se reduzido a 10 aos 54 minutos, com resultado 1-1, por expulsão do médio montenegrino Vukcevi.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.