Andrés Iniesta anunciou esta sexta-feira que vai abandonar o Barcelona no final da temporada, clube que representa há 22 anos.

O internacional espanhol tornou oficial uma informação que já vinha sendo avançada há algumas semanas, numa conferência de imprensa em que o médio estava visivelmente triste e que contou com a presença de praticamente todo o plantel do Barcelona.

"Esta é a minha última temporada aqui. Foi uma decisão muito meditada. Joguei na melhor equipa do mundo. Sei o que é a responsabilidade de ser capitão deste clube e tive de ser honesto comigo e com o clube que me deu tudo", começou por dizer o jogador.

"Entendo que a minha etapa aqui acaba este ano. Sempre entendi que o clube que me acolheu desde os 12 anos merece o melhor de mim e entendo que no futuro não podia dar o melhor de mim, a nível físico e mental", afirmou Iniesta.

"Depois de 22 anos aqui, sei o que significa ser jogador do Barcelona, para mim o melhor clube do mundo. Sei o que significa a exigência de jogar aqui ano após ano, a responsabilidade de ser capitão deste clube. Sendo honesto comigo e com o clube, a minha etapa acaba este ano. Dizer adeus ao que é a minha casa e a minha vida é muito complicado Esta é a forma que queria terminar a carreira no Barcelona, sentindo-me importante e sendo titular", referiu.

Iniesta não conseguiu conter as lágrimas na hora da despedida e agradeceu aos companheiros, equipa técnica e à família.

"Há 22 anos, viemos de carro, hoje estão aqui comigo. E 22 anos depois estou aqui com a pessoa mais maravilhosa que encontrei na minha vida, que me faz feliz cada dia, a minha mulher, que me deu os três tesouros que temos"

Sobre o futuro, Iniesta garantiu que vai jogar até final da temporada, mas não revelou qual será o próximo destino, deixando apenas uma garantia. "O futuro não está definido, ainda há coisas para falar, para resolver. Mas, como sempre disse, nunca vou competir contra o meu clube. Por isso todos os cenários que não sejam na Europa podem ser. No final da temporada saberemos o lugar que escolhi."

Iniesta admitiu regressar ao Barcelona, para "tentar transmitir tudo" o que aprendeu, mas que o importante agora é garantir a conquista do título - algo que pode acontecer já no fim de semana - e fechar a sua passagem pelos 'culés' com a 'dobradinha'.

Na conferência de imprensa estiveram presentes o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, o plantel principal dos 'blaugrana' e a família do jogador.

Ao longo de 15 temporadas na equipa principal dos 'blaugrana', Iniesta venceu oito ligas espanholas, seis Taças do Rei, a última já esta temporada, sete Supertaças de Espanha, quatro Ligas dos Campeões, três Supertaças Europeias e três Mundiais de clubes.

Ao serviço da seleção espanhola, Iniesta teve a sua noite de ouro na final do Mundial de 2010, frente à Holanda, quando marcou o golo que deu um título inédito à Espanha.

Iniesta esteve também nas conquistas dos Europeus de 2008 e 2012, além de ter conquistado o Europeu de sub-19 em 2002.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.