A Liga espanhola revelou esta quinta-feira os custos salariais máximos de cada plantel do primeiro e segundo escalão do país na presente temporada depois de concluído o mercado de transferências de janeiro.

Os números revelados englobam o valor que cada clube gasta com jogadores, treinador principal, primeiro treinador-adjunto e principal preparador físico da equipa principal e inclui despesas com filiais, formação e outras secções dos clubes.

Segundo os números tornados públicos, o Barcelona é aquele que mais gasta em salários, 656,429 milhões de euros, superando o rival Real Madrid, que se fica pelos 641,049 milhões. No terceiro lugar, mas bem abaixo destes valores, surge, como seria de esperar, o Atlético de Madrid, com um total de salários a rondar os 350 milhões de euros.

O total de salários mais baixo entre todas as equipas do escalão principal do futebol espanhol pertence ao Mallorca, que não chega aos 34 milhões de euros. Ao todo, os clubes dos dois principais escalões do futebol espanhol gastam mais de 3 208 milhões de euros em salários.

CONFIRA OS TETOS SALARIAIS DE CADA CLUBE

Tetos salarias Liga espanhola
Tetos salarias Liga espanhola créditos: La Liga

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.