O Cercle Brugge, que William Carvalho representou durante duas épocas por empréstimo (2011/12 e 2013/13), veio agora a público reclamar os direitos de 5% pela venda do passe do internacional português do Sporting para o Bétis de Sevilha, em 2018, na altura por 16 milhões de euros.

Porém, o Sporting alega que o Cercle Brugge não tem direito aos 800 mil euros exigidos, uma vez que o jogador rescindiu com o clube de Alvalade, antes de rumar a Espanha. O jornal A Bola refere mesmo que a FIFA já terá dado razão ao clube belga, que agora aguarda por uma decisão do Tribunal Arbitral do Desporto..

Recorde-se que, no passado sábado, o jornal espanhol ABC dava conta de que William estava entre o lote de jogadores disponíveis para venda por parte do Bétis, o que pode significar um novo encaixe financeiro para os leões, uma vez que ainda detêm 25% de uma venda futura.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.