O presidente do Conselho Superior dos Desportos (CSD), José Ramón Lete, anunciou hoje a suspensão do presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), Ángel María Villar, por um ano, bem como o vice-presidente, Juan Padrón.

A decisão foi comunicada no final da reunião da Comissão Diretiva do CSD, que decidiu “por unanimidade suspender de forma cautelar e provisória, por um ano, o senhor Villar e o senhor Padrón, que pode ser reconsiderada em virtude dos acontecimentos”, assegurou Lete.

Villar está detido preventivamente desde 20 de julho, acusado de administração desleal, apropriação indevida de fundos, falsificação de documentos e corrupção, ao lado do filho, Gorka Villar, e de Juan Padrón.

As detenções tiveram lugar no âmbito da operação ‘Soule’, que investiga a existência de alegada corrupção no organismo e de desvios no total de 45 milhões de euros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.