O Real Madrid rescindiu contrato com o treinador espanhol Julen Lopetegui, anunciou hoje o clube tricampeão europeu de futebol em comunicado, um dia após a goleada por 5-1 sofrida no estádio do rival FC Barcelona.

A direção liderada por Florentino Pérez justifica a decisão com a necessidade de "mudar a dinâmica em que se encontra a equipa quando ainda são alcançáveis todos os objetivos da temporada".

No comunicado, o clube deixa antever que Julen Lopetegui não estava a tirar o máximo dos jogadores

"A direção entende que existe uma grande desproporção entre a qualidade do plantel - com oito jogadores nomeados à Bola de Ouro, algo sem precedentes na história do clube - e os resultados obtidos até ao momento", escreveram os merengues.

Lopetegui, que orientou o FC Porto entre 2014 e 2016, será substituído interinamente pelo argentino Santiago Solari, treinador da equipa B, no comando técnico do Real Madrid, que deixa com um saldo de seis vitórias, dois empates e seis derrotas, em todas as competições, no nono lugar do campeonato, a sete pontos do Barcelona.

O técnico de 52 anos, abandonou a liderança da seleção espanhola a dois dias da estreia no Mundial2018, frente a Portugal (3-3), para assumir o cargo de treinador do Real Madrid, que tinha acabado de perder o seu jogador mais influente, o avançado português Cristiano Ronaldo, transferido para a Juventus.

*Artigo atualizado

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.