O Espanyol perdeu na noite de quarta-feira com o rival Barcelona, no dérbi da Catalunha, e viu-se definitivamente condenado à descida de escalão em Espanha, matematicamente despromovido da 'La Liga'.

A queda do conjunto catalão para a segundo divisão espanhola terá, também, consequências para o Benfica. É que, aquando da venda de Raul de Tomás ao Espanyol por parte das 'águias', por 20 milhões de euros, uma das cláusulas estipuladas no acordo dizia que o Benfica teria direito a receber mais um milhão de euros caso o novo clube do avançado acabasse por garantir a manutenção. Algo que se sabe agora que não vai acontecer.

Ainda assim, face ao desempenho de RDT, o Benfica acabou por garantir já mais um milhão e meio de euros pelo cumprimento de outras cláusulas presentes no contrato de venda do passe do jogador e que passavam pela presença em pelo menos 10 jogos (cumpriu 13, um deles na Taça) e a marcação de pelo menos cinco golos (De Tomás marcou quatro na Liga espanhola e mais um na Taça de Espanha).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.