Em entrevista ao jornal Marca, Antoine Griezmann abriu o jogo quanto ao processo de transferência para o Barcelona, e confessou que chorou quando o negócio ficou concluído.

"Quando fechei negócio liguei para o meu pai e comecei a chorar de felicidade. Porque já estava, porque já tinha acabado. Estava com os meus amigos, a minha mulher e filhos, foi um momento incrível", disse Griezmann.

"Sei que vai haver assobios, faz parte do futebol. Os adeptos gostam muito dos jogadores e, quando alguém se vai embora, é normal que possa doer. É como na Real [Sociedad]: a minha primeira ida lá não foi fácil, mas terei sempre o Real e o Atlético no meu coração, porque me deram muito", acrescentou num excerto da entrevista que será publicada na íntegra este domingo.

Recorde-se que Antoine Griezmann deixou o Atlético Madrid a troco de 120 milhões de euros, e assinou um contrato válido com o Barcelona até junho de 2024, com uma cláusula de rescisão no valor de 800 milhões de euros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.