Pep Guardiola, treinador do Manchester City e antigo técnico do Barcelona, saiu em defesa de Ernesto Valverde, que, segundo a imprensa, está de saída do comando técnico dos catalães, no seguimento da derrota com o Atlético Madrid, por 2-3, e consequente afastamento da Supertaça de Espanha.

"O Barcelona é um sítio especial onde  vencer a Liga não é suficiente", começou por dizer Guardiola, após o categórico triunfo sobre o Aston Villa, por 6-1.

"Sinto muito por Ernesto Valverde. Ele não merece isto. Espero que a situação possa ficar resolvida rapidamente", lamentou o técnico espanhol, que orientou o Barcelona de 2008 a 2012.

Segundo relatos da imprensa espanhola, o emblema catalão já terá mesmo contactado Xavi Hernández e Ronald Koeman para suceder a Valverde. O treinador do Al Sadd confirmou ter conversado sobre o assunto com o diretor desportivo do Barça, Eric Abidal, mas recusou, para já, assumir o comando dos catalães.

Em declarações à rádio Onda Cero, Andrés Iniesta criticou a forma como a direção do Barcelona está a conduzir o processo. "A forma como tudo está a ser feito é um pouco feia. Há que ter sempre respeito pelo treinador. A situação dele acabou por ficar bastante fragilizada", afirmou o antigo jogador da equipa catalã.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.