Jogadores e equipa técnica do Athletic Bilbao aceitaram baixar de forma voluntária os respetivos salários, para que assim outros trabalhadores do clube basco não tenham de ser sujeitos a uma redução salarial. O salário dos dirigentes do clube também irão ter um corte.

O Athletic amitiu um comunicado no qual confirma que esta redução salarial "evita medidas que afetariam o resto dos trabalhadores da entidade e ajuda a encontrar soluções para processos que se estabeleçam em torno das quotas dos sócios". O emblema de Bilbau, note-se, já decidiu que vai devolver aos adeptos parte da quota anual paga no início da temporada 2019/2020.

A diminuição nos salários será de 17 por cento enquanto a suspensão das competições de mantiver. Caso a competição seja retomada 'á porta fechada', a redução diminuirá para os seis por cento, cessando quando os jogos voltem a ter público nos estádios.

"O clube está disposto a enfrentar todos os compromissos financeiros com os seus trabalhadores e serviços contratados, manter os planos de melhoria em Lezama [centro de treinos do Atheltic] e nas bancadas de San Mamés, apesar desta grave e inesperada situação", acrescenta o mesmo comunicado da formação basca.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.