O FC Barcelona e o Atlético de Madrid empataram na noite desta terça-feira a duas bolas em Camp Nou, em partida da 33.ª jornada da Liga espanhola de futebol, em que o argentino Lionel Messi apontou o 700.º golo da carreira.

O ‘astro' chegou de penálti, com uma cobrança ‘à Panenka', à sétima centena de tentos marcados em jogos competitivos, entre clube e seleção nacional, quando fazia, aos 50 minutos, o 2-1 para o ‘Barça'.

Depois de mais um feito de Messi, o jornal argentino 'Olé' escreveu uma carta à NASA sobre "este extraterrestre".

"Escrevemos em nome da maioria dos argentinos e também do mundo inteiro. Lionel Messi venceu dezenas de prémios e distinções e acaba de alcançar a marca de 700 golos na carreira. Acreditamos que está na hora de receber uma homenagem vossa. Durante toda a sua carreira, Messi demonstrou que não é deste planeta. Adeptos, treinadores, jogadores de todo o mundo confirmam esta teoria. Pensámos que a camisola deste extraterrestre deveria estar no vosso museu, em Cabo Canaveral [Flórida], exibida ao lado de um meteorito, ou do Apolo 11 ou algo do género. Pode ser um pequeno passo para o futebol, mas um grande salto para a humanidade", pode ler-se na carta do jornal argentino, que refere ficar à espera de resposta.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.