Não foram só os jogadores que treinou que fizeram de José Mourinho o treinador que é hoje. O técnico português confessou em entrevista à agência EFE o papel dos jogadores que teve de defrontar tiveram no seu percurso, referindo-se em concreto a Lionel Messi.

“Digo sempre que devo tanto aos meus jogadores como aos que não foram meus jogadores e que me criaram problemas. Messi, por exemplo, nunca jogou na minha equipa, mas joguei contra ele e fez de mim melhor treinador por ter de preparar os jogos e organizar a minha equipa”, explicou o português.

Referindo que a afirmação se aplica também a outros jogadores que defrontou, Mourinho falou ainda da sua passagem pelo Real Madrid abordando também as dificuldades sentidas.

“Tenho recordações fantásticas. Foi um período difícil para o Real em que o Barcelona dominava, não só em termos de resultados, como também a opinião pública e jogava um futebol muito bonito, com jogadores de criatividade e magia fantásticas. Tínhamos de romper com esse domínio”, referiu.

José Mourinho revelou ainda a ligação que mantém com os ‘merengues’, mencionando também as boas relações que tem com todos os presidentes dos clubes por onde passou.

“Sempre saí de todos os clubes de forma honesta, sou amigo dos meus presidentes, até dos que me despediram, e gosto que assim seja. Não tenho problema em dizer que, depois de três anos no Real, sou madridista. Ponto. Há coisas que não mudam”, concluiu.

De recordar que, na sua passagem pelo Santiago Bernabéu entre 2010 e 2013, o técnico português venceu um campeonato espanhol, uma Taça do Rei e uma supertaça de Espanha.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.