Embora reconheça que o Real Madrid ficou mais pobre com a partida de Ronaldo, Luís Figo considera que o clube merengue continuará a ser grande.

"Tratando-se de Cristiano, Messi ou de outro jogador que no seu momento foi o melhor do mundo, é normal que se sinta a falta dele porque se tratou do melhor jogador do mundo. Quando há maus resultados, os futebolistas ficam e os treinadores saem. Os jogadores passam e os clubes ficam e o Real Madrid continuará a ser muito grande sem Cristiano como foi muito grande com Cristiano, afirmou o antigo jogador em entrevista ao jornal Marca.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.