A transferência do Benfica para o Espanyol por 20 milhões de euros, um valor recorde para os catalães, é um fator de motivação, realçou hoje o futebolista espanhol Raúl de Tomás durante a apresentação no novo clube.

"Ser o jogador mais caro da história do clube é algo que me motiva e que me enche de responsabilidade", lançou o antigo número nove das 'águias' no seu primeiro dia com a camisola do Espanyol, que ocupa a última posição da Liga espanhola, com apenas 11 pontos em 19 jornadas.

Raúl de Tomás, também conhecido por RDT, agradeceu o esforço financeiro feito pelo Espanyol para garantir a sua contratação junto do campeão português, assegurando que pretende entrar para a história do novo emblema.

"Desde que falei com o clube, recuperei a ilusão e a vontade. Não quero pensar no passado e assumo com responsabilidade que sou um futebolista importante no atual plantel", afirmou, depois de ter assinado um contrato até 2026.

Ao serviço do Benfica, que o tinha contratado no verão ao Real Madrid por 20 milhões de euros, RDT marcou apenas três golos em 17 partidas, tendo vencido uma Supertaça Cândido de Oliveira.

"O Espanyol é um clube muito familiar, como o Rayo Vallecano [onde jogou nas épocas de 2017/18 e 2018/19 por empréstimo do Real Madrid], e a minha família está à frente de tudo", concluiu.

O jogador, de 25 anos, foi hoje oficializado como reforço do Espanyol, clube com o qual assinou até 30 de junho de 2026, numa transferência em que os catalães pagam 20 milhões de euros ao Benfica, um valor recorde para o clube espanhol.

Os 'encarnados' poderão ainda receber mais dois milhões de euros por objetivos, além de ficarem com 20% de uma mais-valia obtida numa futura transferência do espanhol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.