Um clássico Real-Barça é bom, dois Real-Barça em quatro dias é muito bom. Os amantes do futebol ‘esfregam’ as mãos de contente por estes dias, numa semana decisiva para Barcelona e Real Madrid nas provas internas. Esta quarta-feira, os ‘merengues’ recebem os catalães, na segunda-mão das meias-finais da Taça do Rei, para decidir quem vai à final. No sábado, voltam a enfrentar-se, agora para a Liga, num encontro que poderá afastar a equipa de Solari do título, em caso de derrota.

Para o jogo da Taça, o 240.º entre os dois emblemas, a pressão está do lado dos 'culés', depois do empate a uma bola no jogo da primeira-mão no Camp Nou. Mas quem tem Messi, pode aspirar a vencer em qualquer campo, principalmente com o astro argentino em grande forma, como provou no fim-de-semana, ao fazer três golos e uma assistência na vitória por 4-2 sobre o Sevilha.

Em jogos da Taça, este será o 35.º encontro entre os dois emblemas, com vantagem para os catalães que venceram 14, contra 12 dos merengues. Em nove ocasiões o jogo terminou empatado.

Barcelona dá-se bem com os 'ares' do Bernabéu

Os ‘merengues’, a fazerem uma época de altos e baixos, não podem contar muito com o factor-casa já que, nos últimos 16 jogos no Bernabéu frente ao eterno rival, apenas venceram em quatro ocasiões. Neste período o Barcelona venceu nove e empatou três dos 16 encontros. Afinal, que joga em casa?

Cristiano Ronaldo e Messi durante um Real Madrid - Barcelona
Cristiano Ronaldo e Messi durante um Real Madrid - Barcelona

A última vitória 'culé' aconteceu na 17.ª ronda da Liga Espanhola da época 2017/2018. Suárez, Messi e Aleix Vidal selaram o triunfo blaugrana e colocou a equipa de Valverde em boa posição para o título de campeão, que viria a conquistar no final da época. Antes desse encontro, os dois conjuntos tinham-se defrontado na segunda-mão da Supertaça de Espanha, onde os merengues fizeram valer a sua lei, vencendo por 2-0 (golos de Asensio e Benzema), depois de já terem feito mesmo em Camp Nou (3-1).

Esta última vitória merengue colocou um ponto final em dois anos sem vencer o rival em casa. Nos anteriores jogos, a equipa 'culé' tinha ganho por duas vezes para a Liga, uma delas por 4-0, na 12.ª ronda da Liga 2015/2016. Curiosamente, Messi, que entrou no segundo tempo, não inscreveu o seu nome na lista, numa noite em que marcaram Suarez (2), Neymar e Iniesta. No 3-2 da 33.ª jornada da Liga 2016/2017, o craque argentino fez o tento da vitória aos 92, num jogo em que bisou (Rakitic fez o outro golo), deixando para trás os golos de Casemiro e James Rodriguez.

CR7 e Pepe a marcar, Real a vencer

Na época 2014/2015 assistiu-se a nova vitória merengue em casa, num jogo onde brilharam os portugueses. Foram os golos de Cristiano Ronaldo e Pepe (Benzema também marcou) a vergarem os 'culés', que começaram a ganhar graças a um golo de Neymar. Foi o último golo de CR7 ao Barcelona no Bernabéu.

O internacional português, que esta época se mudou para a Juventus, tinha marcado também no ano anterior, na 29.ª jornada da La Liga 2013/2014, numa noite onde Messi foi 'rei e senhor' do Bernabéu. O craque argentino fez um hat-trick, num encontro que terminou com a vitória ‘blaugrana’ por 4-3. Benzema (2) e Iniesta fizeram os outros tentos, num encontro com três grandes penalidades marcadas (dois para Messi, um para Ronaldo).

Cristiano Ronaldo marca ao Barcelona
Cristiano Ronaldo marca ao Barcelona

Nestes últimos 16 encontros no Bernabéu entre 'merengues' e 'culés', apenas por uma vez os catalães não marcaram. Foi exatamente na derrota por 2-0, na segunda-mão da Supertaça da época passada.

A noite em que Casillas encaixou seis golos dos 'culés'

Dos encontros entre ambos em casa 'merengue' salta à vista a golada de 6-2 sofrida pelo Real Madrid. Estávamos na época 2008/2009, quando Guardiola era treinador dos 'culés'. Uma derrota pesada, onde Messi e Thiery Henry bisaram (Puyol e Piquè também marcaram). Na baliza merengue estava Casillas, numa noite para esquecer.

As outras duas vitórias do Real Madrid foram ambos por 2-1, e ambos em 2012/2013: primeiro para a Supertaça de Espanha (vitória merengue na prova, depois de ter perdido 3-2 no Camp Nou), depois para a Liga.

De resto, registaram-se empates em três ocasiões, nestes últimos 16 confrontos no Bernabéu: 1-1 na 1.ª mão da meia-final da Taça do Rei em 2012/2013 e também na Liga 2010/2011 e empate a duas bolas na primeira-mão da Supertaça de Espanha em 2011, ganho pelo Barcelona (2-1 em casa).

Esta semana, Solari e companhia tem a possibilidade de inverter a tendência e fazer valer o fator-casa. Duas vitórias colocariam os 'merengues' na final da Taça de Espanha e a apenas seis pontos do Barcelona no Campeonato. Mas duas derrotas podem significar o adeus ao título espanhol e, garantidamente, a eliminação na Taça de Espanha.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.