Cristiano Ronaldo saiu em silêncio da audiência em que esteve presente esta segunda-feira em Pozuelo, Espanha na questão de fuga ao fisco onde o jogador é suspeito de uma fraude de 14,7 milhões de euros. A audiência do jogador do Real Madrid juntou mais de 100 jornalistas e era muito esperada, mas apesar da promessa feita de uma declaração, Ronaldo saiu em silêncio por uma porta secundária e seguiu direto para casa sem prestar qualquer tipo de declaração.

Ronaldo 'engana' jornalistas à chegada ao tribunal
Ronaldo 'engana' jornalistas à chegada ao tribunal
Ver artigo

A única resposta dada aos presentes foi feita pelo assesor de comunicação do jogador que disse que não haveria qualquer comunicação por parte do jogador e que já tinha abandonado o tribunal.

Cristiano Ronaldo foi ouvido esta segunda-feira de manhã e, após uma hora de interrogatório, recusou falar aos jornalistas em Espanha. Recorde-se de que o internacional português é suspeito de fuga ao fisco num valor de 14,7 milhões de euros relativos aos direitos de imagem que, para o fisco, foram extraviados para uma conta 'offshore'.

O jogador do Real Madrid não é o único nome ligado a questões com o fisco espanhol. As autoridades fiscais têm acompanhado vários casos e acusaram vários jogadores em Espanha. Messi e José Mourinho, por exemplo, são dois dos nomes associados a esta questão de fraude. Também Fábio Coentrão foi associado a dividas com o fisco espanhol e ouvido antes de chegar ao Sporting por empréstimo do Real Madrid.

Fábio Coentrão não referiu Jorge Mendes em tribunal
Fábio Coentrão não referiu Jorge Mendes em tribunal
Ver artigo

As questões do fisco espanhol têm sido uma das histórias marcantes deste defeso sobretudo em Espanha onde surgiram os casos de fraude fiscal. Os atletas de Real Madrid e Barcelona são os principais arguidos num caso em que estão em causa os valores recebidos pelos direitos de imagem dos jogadores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.