O Sevilha assinala hoje um ano da morte do antigo futebolista José António Reyes com várias homenagens a um jogador "inesquecível".

Além de imagens e vídeos de Reyes nos seus canais oficiais e de um minuto de silêncio a anteceder o treino da equipa de futebol, o clube esteve, juntamente com o pai do jogador, Francisco Reyes, no cemitério, onde foi depositada uma coroa de flores.

Na cerimónia estiveram os presidentes do Sevilha, José Castro, e António Camino, do CD Utrera, clube em que Reyes jogou pela última vez.

Nos seus canais, o clube andaluz deixou ainda várias mensagens em homenagem ao extremo, que se formou no Sevilla e onde fez grande parte da sua carreira, que incluiu também passagens pelo Benfica (2008/09), Arsenal, Atlético de Madrid ou Espanyol.

Também a Liga espanhola (um ano sem ti, não te esquecemos Reyes) ou o Arsenal (para sempre um ‘gunner´’), deixaram mensagens de tributo ao antigo internacional espanhol, que o Sevilha descreve como “irrepetível, imprescindível e inesquecível”.

O acidente que vitimou Reyes, de 35 anos, e um primo, de 23 anos, em 01 de junho de 2019, deixou ferido com gravidade um outro primo do avançado, Juan Manuel Calderón, que esteve internado e acabou por recuperar de várias queimaduras em mais de 65 por cento do corpo.

Já este mês, o relatório do acidente concluiu que, o carro em que seguia o antigo jogador do Benfica ia a 187 quilómetros por hora, pelo menos, quando se deu o despiste na autoestrada entre Utrera e Sevilha, provocado pelo rebentamento de um pneu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.