O PAOK recebe as ‘águias’ na terça-feira, às 19:00, no estádio Toumba, em Salónica, em jogo único da terceira pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões. Esta segunda-feira, Abel Ferreira fez a antevisão ao encontro e recusou qualquer protagonismo.

"Já ganhei várias vezes ao Benfica como treinador e jogador. Mas deixem-me dizer-vos que amanhã é um jogo entre o PAOK e o Benfica, não é um Abel-Benfica ou um Abel-Jesus", referiu o treinador do PAOK, que já enfrentou os encarnados enquanto treinador do Sporting de Braga.

"Os treinadores não têm segredo porque ao domingo mostram aquilo que fazem. Para mim, o mais importante é a capacidade da nossa equipa em impor o nosso jogo. Olhamos para o jogo como um desafio e uma oportunidade para demonstrarmos em campo o que fazemos todos os dias", acrescentou ainda o técnico português.

Ainda assim, o técnico português reconhece favoritismo às 'águias' embora esteja determinado a surpreender. "O Benfica é favorito, não vamos esconder isso, mas o PAOK quer fazer história, tem o objetivo de passar à próxima fase e é isso que vamos procurar fazer", afirmou Abel.

Depois de ter eliminado o Besiktas, na segunda pré-eliminatória, a formação grega está assim apostada em ultrapassar o Benfica nesta eliminatória a um só jogo, para seguir para os ‘play-offs' e ficar ainda mais próxima de uma inédita presença na fase de grupos da ‘Champions'.

"Temos a mesma pressão que tínhamos contra o Besiktas. Aliás, agora até aumentei a pressão, porque [a qualificação] deixou de ser um sonho e passou a ser um objetivo. Quem representa o PAOK tem de estar preparado para vencer qualquer adversário e em qualquer estádio", vincou o antigo técnico do Sporting de Braga, de 41 anos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.