Ansu Fati foi lançado pelo técnico Ernesto Valverde para dar a vitória ao Barcelona frente ao Inter Milão, na 6.ª e última ronda do Grupo F da Liga dos Campeões. O jovem hispano-guineense foi decisivo já que apontou o golo que garantiu os três pontos aos 'blaugrana'.

Com este tento, o internacional sub-21 por Espanha tornou-se o jogador mais novo de sempre a marcar na prova milionária, aos 17 anos e 40 dias.

Fati bateu o recorde que pertencia a Peter Oforiquaye, avançado que marcou pelo Olympiacos frente ao Rosenborg em outubro de 1997, com apenas 17 anos e 194 dias.

Grupo F: Inter perde com o Barça e Dortmund segue em frente com os catalães
Grupo F: Inter perde com o Barça e Dortmund segue em frente com os catalães
Ver artigo

Este é mais um marco para este jovem nascido na Guiné-Bissau. Ansu Fati detém o recorde de jogador mais novo de sempre titular no Barcelona (16 anos e 322 dias) na Liga dos Campeões, quando jogou frente ao Borussia Dortmund na Alemanha.

Fati já ostentava o recorde de jogador mais jovem a alinhar com a camisola blaugrana em quase 80 anos. O jogador guineense entrou em campo na vitória por 5-2 em Camp Nou com o Bétis no dia 25 de agosto, com 16 anos, 9 meses e 25 dias. Apenas é batido por Vicente Martínez que tinha menos 18 dias quando se estreou em 1941.

Além disto, Fati tornou-se ainda no primeiro jogador nascido no século XXI (2002) a alinhar pela equipa catalã.

Recentemente renovou o seu contrato como Barcelona. O jovem avançado tinha já uma cláusula generosa de 100 milhões de euros, mas os catalães consideravam que Fati continuava ao alcance de outros colossos como PSG ou Manchester City, e para se defender de possíveis investidas decidiu aumentar a cláusula da pérola ‘blaugrana’ para 170 milhões de euros.

No entanto, o objetivo do Barcelona é subir a cláusula de rescisão de Fati para 400 milhões de euros, assim que o avançado faça 18 anos e assine contrato para a equipa principal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.