Ondrej Kolar voltou a ser um 'monstro' na baliza do Slavia Praga frente ao Barcelona, no jogo da 4.ª jornada do Grupo F da Liga dos Campeões. O guarda-redes do emblema checo realizou uma grande exibição, tal como tinha feito no jogo entre estas duas formações em Praga e ajudou o emblema checo a sair de Camp Nou com um ponto, em mais uma exibição pobre dos de Valverde. Apenas Messi não chega.

No Camp Nou, a equipa de Ernesto Valverde voltou a fazer uma exibição pálida, apesar das muitas oportunidades de golo criadas, sempre negadas pelo jovem guarda-redes checo. Com uma equipa muito junta, solidária, e a sair bem para o contra-ataque, Olayinya, Stanciu e Masopust iam dando 'água pela barba' aos defensores catalães, onde estava Nelson Semedo, lateral direito.

Aos 36 minutos, Messi atirou ao poste, aos 36, correu quase 40 metros até a área do Slavia mas voltou a não conseguir bater Kolar.

Os checos conseguiam facilmente anular o jogo dos 'culés' porque, tirando Messi, o resto jogava parado. O argentino recuava no terreno paga pegar no jogo mas ninguém se mexia para lhe dar linha de passe. Griezmann sempre muito escondido, a querer a bola no pé, sem espaço. Dembelé esteve melhor mas pouco ajudou.

Aos 56 minutos, Sérgio Roberto podia ter marcado mas perdeu também no duelo com Kolar. Aos 78 é Fati (entrou no lugar de Dembelé) a descobrir Messi na pequena área com uma trivela fantástica mas Kolar voltou a levar a melhor.

O Barcelona chegou a colocar a bola no fundo da baliza por Arturo Vidal mas Messi, autor do passe, estava ligeiramente adiantado.

Até ao final, os de Valverde tentaram o golo de todas as formas mas a equipa não está a jogar bem.

O Barcelona mantém a liderança do Grupo F com oito pontos, e sabe que irá permanecer nessa posição já que Inter Milão e Borussia Dortmund, ambos com quatro pontos, jogam entre si nesta ronda.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.