O Benfica arranca esta terça-feira (20h00) a sua campanha na Liga dos Campeões, frente ao Leipzig. Bruno Lage não poderá estar no banco de suplentes, em virtude da expulsão na temporada transata, em casa do Eintracht Frankfurt. Na antevisão à partida, o técnico dos 'encarnados' garantiu que esse fator não terá qualquer influência.

Recuperação dos jogadores: "São apenas formas distintas de recuperar. Temos de avaliar cada um deles, o momento, a forma, um ou outro toque... Nada de anormal. A equipa está motivada pela vitória do último jogo e pela estreia na Liga dos Campeões."

Ausência do banco: "A minha manifestação no banco não é andar ao grito ou andar ali de um lado para o outro. Analiso para depois no intervalo corrigir coisas. Com o Estádio da Luz é praticamente impossível ouvirem. O que é importante é nós prepararmos a equipa da melhor maneira, e é isso que tentamos fazer sempre. A nossa dinâmica de trabalho não se vai alterar. Temos analistas a preparar aquilo que é fundamental mostrar ao intervalo, temos pessoas para comunicar com o banco. Tudo vai manter-se igual e não será um problema o treinador não estar no banco."

"A minha intenção é ver o jogo no meio dos adeptos, é sentir os 90 minutos de um grande jogo com os adeptos a apoiar-nos do princípio ao fim. Não digo exatamente onde porque senão vocês começam a filmar..."

Importância de vencer este o jogo para evitar novo falhanço na Champions: "O nosso objetivo foi dito no primeiro dia após a conquista do campeonato. Construir um plantel para dar resposta nas competições nacionais e dar uma boa resposta em relação ao que foi o Benfica na sua história nas competições europeias."

Empate é um bom resultado? "Todos os pontos são importantes e o treinador adversário perceber que é importante vir aqui pontuar, para poder passar à fase seguinte... um ponto fora é sempre um ponto fora. Ainda não estamos numa fase a eliminar. Mas a nossa ambição tem de ser ganhar o jogo. Vamos jogar contra um adversário difícil. Mas pelas palavras do treinador do Leipzig, ele já percebeu que somos uma equipa muito competitiva e perigosa. Vamos entrar com a mentalidade de vencer."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.