O Manchester City sofreu para sair de Itália com um ponto, ao empatar 1-1 com a Atalanta, em jogo da 4.ª ronda do Grupo C da Liga dos Campeões. Guardiola perdeu o guarda-redes Ederson por lesão, lançou Cláudio Bravo no seu lugar ao intervalo mas o chileno foi expulso com vermelho direto aos 81. O lateral direito Kyle Walker, que estava no banco, entrou para a baliza e ajudou a segurar o empate, com duas defesas.

O City mantém-se na liderança do Grupo com 10 pontos, mais cinco que Skakhtar e Dinamo Zagreb, que têm cinco cada. A Atalanta somou o seu primeiro ponto na prova.

Bernardo Silva, João Cancelo e companhia entraram em campo sabendo que um triunfo em casa da Atalanta chegava para o Manchester City apurar-se para a próxima ronda da prova.

Com os dois portugueses em campo, o City entrou 'mandão' no encontro, dominando a sensacional Atalanta no San Ciro, casa emprestada da equipa de Bérgamo. Depois de ter perdido por 5-1 no Ethiad na ronda anterior, num jogo onde até começou a vencer, os jogadores da Atalanta pareciam mostrar demasiado respeito aos 'citizens'.

O golo madrugador do Manchester City também não ajudou muito o terceiro colocado da Liga Italiana 2018/2019. Logo aos sete minutos, Bernardo Silva descobriu Gabriel Jesus na área, o brasileiro assistiu Sterling com um toque de classe. O inglês finalizou de primeira, fazendo o 1-0.

Coma a Atalanta a ter enormes dificuldades para levar até a área contrária, o City ia tentando o segundo golo mas a pontaria não estava afinada. Aos 39 minutos o árbitro Alexey Kulbakov, da Bielorrússia, marcou penalti por falta de Toloi sobre Sterling. Mas, alertado pelo VAR, mudou a sua opinião e marcou falta quase em cima da linha. Na transformação do livre, Sterling rematou mas Ilicic cortou com o braço. Penalti assinalado, após recomendação do VAR (o árbitro foi ver as imagens para confirmar) mas, chamado a marcar, Gabriel Jesus rematou fraco e para fora, para desespero de Guardiola.

A Atalanta voltou para o segundo tempo com outra disposição e empatou aos 49 por Mario Pasalic, num cabeceamento na grande área, após centro de Paco Goméz. Um lance que nasce de um pontapé longo e que apanha a defensiva inglesa desposicionada. Nessa altura já estava Claudio Bravo na baliza dos campeões ingleses, no lugar de Ederson, que se lesionou.

Era o melhor período dos italianos no jogo, com uma atitude completamente diferente da exibida no primeiro tempo. A equipa subiu mais no terreno, passou a ser mais agressiva com e sem bola, colocando problemas à defensiva dos campeões ingleses.

Guardiola tentou refrescar a frente de ataque, lançando Aguero aos 73 minutos no lugar do apagado Gabriel Jesus mas o City não melhorou muito. A equipa perdia bolas de forma fácil, algo nada normal nas formações orientadas por Guardiola.

Mas aos 81 minutos, nova contrariedade: Claudio Bravo foi expulso com vermelho direto por travar um adversário que ia isolado para fazer golo. Entrou o lateral direito Kyle Walker, que estava no banco, para a baliza. Walker mostrou-se seguro e ajudou a segurar o empate.

O City mantém-se na liderança do Grupo com 10 pontos, mais cinco que Skakhtar e Dinamo Zagreb, que têm cinco cada. A Atalanta somou o seu primeiro ponto na prova.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.