O Estádio Santiago Bernabéu acolhe esta terça-feira um duelo de homens-golo. No Real Madrid - Tottenham, da 3.ª jornada da Champions, os olhos vão estar centrados em Cristiano Ronaldo e Harry Kane, os goleadores das duas formações.

Os dois chegam a este encontro com 47 golos marcados no ano civil de 2017 (Lionel Messi tem 58, Lewandowski e Cavani seguem com 44) pelo que esta é uma oportunidade para haver desempate. Ao contrário de Kane, Cristiano Ronaldo está a ter um início de época irregular no que toca a golos. Os cinco jogos de castigo que apanhou no início da temporada, depois de ter sido expulso frente ao Barcelona, na 1.ª mão da Supertaça de Espanha, retiraram ao português a hipótese de mostrar as suas qualidades à frente da baliza. O regresso não foi auspicioso e só por uma vez CR7 marcou nas oito jornadas já decorridas na Liga Espanhola.

O português vai mantendo a veia goleadora na Champions, a sua competição de eleição, onde leva quatro golos em dois jogos. Ao todo, leva 10 tentos esta temporada (seis no Real Madrid e quatro na Seleção), algo que agrada a Zidane.

"Estou muito contente com ele, merece. Trabalha muitíssimo. É um excelente profissional. E é sempre o primeiro a saltar para o relvado. Sinto imenso respeito pelo Cristiano. É um exemplo para todos", elogiou Zinedine Zidane.

Do outro lado está Harry Kane, estrela do Tottenham. O avançado de 24 anos tem mais um golo marcado que Ronaldo (11 em 10 jogos), sendo que lidera a lista de marcadores da Champions com cinco golos em dois jogos. Nos últimos cinco jogos marcou nove golos. Números de respeito para um dos atacantes em melhor forma na Europa.

Maurício Pochettino, técnico dos ´spurs`, está encantado com a sua performance.

"Ele está entre os melhores do Mundo. É jovem e está sempre a melhorar. Com o poder financeiro que existe em Inglaterra, o próximo Ronaldo ou Messi vai surgir na Premier League", disse o treinador argentino do Tottenham.

Este é um verdadeiro duelo de líderes, já que Tottenham e Real Madrid lideram o Grupo H com seis pontos cada em dois jogos. Quem vencer fica em boa posição para seguir em frente. Borussia Dortmund e APOEL não têm qualquer ponto.

Estas duas formações defrontaram-se em 2010/2011 para os quartos-de-final da Liga dos Campeões, com os merengues a vencerem os dois jogos: 4-0 em casa e 1-0 fora. CR7 marcou um golo no Bernabéu e outro no White Hart Lane.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.