Fernando Marçal representa atualmente o Lyon, próximo adversário do Benfica na Liga dos Campeões, mas o lateral-esquerdo brasileiro de 30 anos tem uma forte ligação ao futebol português, tendo chegado a Portugal em 2010 para representar o Torreense, passando depois pelo Nacional e, em 2015 assinou pelo Benfica.

"O Benfica deve esperar um Lyon forte, coeso, atacando e defendendo em conjunto. Esta vitória na Liga francesa [3-2, Toulouse] deu mais confiança aos jogadores. Será um Lyon muito parecido com o da segunda parte na Luz e temos chances de fazer grande jogo contra o Benfica", disse Fernando Marçal.

Benfica é Benfica, temos sempre de respeitar, e não podemos tirar o primeiro jogo como base. Mas o Benfica, apesar de ter ganho, não fez grande partida, principalmente na segunda parte. Tem no meio Gabriel que dita o ritmo do jogo, Rúben Dias é ponto forte na defesa, juntamente com Grimaldo, excelente lateral-esquerdo, sempre concentrado e com boa resposta, mas no segundo tempo a nossa superioridade foi nítida e o resultado foi muito injusto", explicou, lembrando ainda o lance do 2-1 de Pizzi.

"Os erros acontecem, Anthony Lopes é dos nossos melhores jogadores, para mim um dos cinco melhores guarda-redes do Mundo. Um médio, um atacante, um defesa, todos erram, mas o erro passa despercebido, se o guarda-redes erra é golo. Esse golo deu a vitória ao Benfica, mas o Benfica não foi a equipa que costumávamos ver em temporadas anteriores. Ainda assim, Benfica é Benfica, não podemos tomar esse jogo como base, temos de estar preparados para um Benfica mais forte. Pizzi, Vinícius ou Cervi podem desequilibrar".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.