Atlético Madrid e Juventus empataram a duas bolas no Wanda Metropolitano, em jogo da primeira ronda do Grupo D da Liga dos Campeões. Herrera, ex-FC Porto, saltou do banco para empatar a partida, num jogo onde a Juventus esteve a vencer por 2-0.

Veja as melhores imagens do jogo

O jogo marcava o regresso do 'pesadelo' Cristiano Ronaldo ao Wanda Metropolitano, ele que tem no Atlético Madrid uma das duas 'vítimas' preferidas: 25 golos em 33 jogos frente aos 'colchoneros', três deles na época passada em Turim, a virar a eliminatória a favor da Juventus, nos oitavos-de-final da Champions, após derrota por 0-2 em Espanha.

Havia também a curiosidade para ver o que iria fazer João Félix na sua estreia na Liga Milionária com a camisola do Atlético Madrid.

A jogar em casa e empurrado por um público ruidoso, os madrilenos entraram fortes, a pressionar já na saída de bola do adversário, como gosta Simeone. João Félix teve nos pés o primeiro, numa arrancada fantástica desde o seu meio-campo, a deixar vários adversários para trás, mas o seu remate acabou por ser travado por Szczesny, que fez uma grande defesa.

A Juventus, Com Ronaldo, Cuadrado e Higuaín na frente, tinha dificuldades em furar a defensiva colchonera. A equipa de Sarri terminou o primeiro tempo apenas com dois remates enquadrados, todos da autoria de Cristiano Ronaldo. Nas duas vezes, Oblak amarrou com segurança.

Se no jogo corrido o Atlético Madrid era melhor, também nas bolas paradas criava perigo. Em dois cantos, o central Giménez ganhou nas alturas mas, em ambas as ocasiões, rematou à figura de Szczesny.

O segundo tempo arranca logo com o primeiro da Juventus. Bonucci lançou Higuaín em profundidade, o argentino esperou, viu Cuadrado no lado oposto e colocou lá a bola. O colombiano encarou Renan Lodi, puxou para o pé esquerdo e disparou um míssil, Oblak só ficou a ver. Golaço do extremo, no primeiro golo da Juventus em casa do Atlético Madrid. Cuadrado tornava-se assim no terceiro colombiano a marcar a Oblak, depois de Radamel Falcao e Jackson Martinez, todos ao serviço do FC Porto.

O empate podia ter chegado aos 59 minutos mas Giménez mostrava que não era a sua noite: após uma grande jogada atacante do Atlético Madrid, o central apareceu na área a finalizar mas para fora. Não marcou o Atlético, marcou a Juventus. Ataque rápido dos italianos, com Cristiano Ronaldo a libertar Alex Sandro an esquerda, este centrou para Matuidi cabecear para o 2-0, aos 65 minutos.

Mas aos 69 Savic fez 'explodir' o Wanda Metropolitano, ao reduzir para 1-2, na sequência de uma bola parada. O jogo ficou ainda mais partido, com os espanhóis a pressionarem e muito, na tentativa de empatar, e a Juventus a tentar 'matar' o jogo em contra-ataque.

Aos 73, Higuaín entrou na área e disparou para grande defesa de Oblak, a bola sobrou para Matuidi que atirou para a baliza deserta. No último instante apareceu Trippier a cortar a bola, evitando o 3-1. Já com Vitolo, Correa e Hector Herra em campo, o Atlético vai chegar ao empate aos 90 minutos pelo ex-medio do FC Porto: o mexicano aproveitou um lance de bola parada para cabecear para o fundo da baliza, levando a loucura os adeptos presentes no Wanda Metropolitano.

Aos 94 minutos, Cristiano Ronaldo teve o 3-2 nos pés mas o seu remate saiu muito perto do poste de Oblak, para alívio de Simeone no banco do Atlético.

Depois da derrota na época passada na primeira-mão dos 'oitavos' no Wanda Metropolitano, a Juventus consegue agora um empate, num jogo onde teve a vitória ao seu alcance.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.