A imprensa inglesa avança, esta quarta-feira, que a realização do jogo entre o Liverpool e o Atlético Madrid, da segunda-mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, pode estar na origem da forte propagação do novo coronavírus na zona de Liverpool.

Este jogo, realizado no dia 11 de março, contou com cerca de três mil adeptos espanhóis nas bancadas de Anfield Road, numa altura em que já se jogava a porta fechada em Espanha. No dia do jogo, ganho pelos madrilenos por 3-2, já havia cerca de mil infetados em Espanha e 48 mortes registadas, sendo que a maior parte dos casos era da região de Madrid.

"Na altura dissemos que era muito estranho que os adeptos do Atlético de Madrid não pudessem entrar no seu próprio estádio, mas pudessem viajar para Liverpool e ir a Anfield. Agora estamos num pico [de casos], vemos o número de casos a crescer rapidamente e a espalharem-se por toda a cidade", disse ao jornal 'Liverpool Echo', Joe Anderson, presidente da câmara local.

Antes deste encontro da 'Champions', a Liga Espanhola tinha decretado a realização de jogos a porta fechada, pelo que a 27.ª jornada de La Liga, disputada no fim-de-semana de 7 e 8, foi a porta fechada.

Apesar disso, a UEFA e as autoridades britânicas não encontraram motivos para impor quaisquer restrições em relação ao jogo, destaca o 'Liverpool Echo'.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.