Juventus teve que sofrer para vencer o Lokomotiv de Moscovo, em partida a contar para a 3.ª jornada da Liga dos Campeões. A 'vecchia signora' esteve a perder, mas deu a volta ao marcador.

Estava uma partida ao jeito do Lokomotiv. A Juventus a ver o Atlético fugir, e o 'Ferroviário' de Moscovo a poder colocar em risco o apuramento da 'vecchia signora'.

João Mário e Éder de um lado. Ronaldo do outro. O médio português a exibir-se a grande nível no lado russo. CR7 pouco inspirado, mas abnegado.

Foi numa jogada com a participação de João Mário que os visitantes chegaram ao golo. Pontapé do médio português, Szczesny defendeu para a frente e Miranchuk na recarga a fuzilar (30').

Muito inteligente a nível defensivo, a equipa de Yuri Semin ocupou quase sempre bem os espaços, encurtando o jogo entrelinhas da 'vecchia signora'.

Na segunda parte, a toada manteve-se, mas foram as individualidades, neste caso, uma em especial, que acabou por decidir a contenda a favor dos da casa. Primeiro, Dybala, num pontapé cheio de perfume e colocação restabeleceu o empate (77´). Três minutos volvidos, o argentino finalizou com classe numa recarga, depois de um primeiro remate de Alex Sandro. O argentino pouco depois saia num coro de aplausos.

Com este triunfo, a Juventus igualou o Atlético e está lá em cima, no topo do grupo D, com 7 pontos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.