O Benfica cumpre em 2019/20 a 10.ª participação consecutiva na fase de grupos da Liga dos Campeões em futebol, desde 2010/11, um recorde nacional apenas replicado por FC Barcelona, Bayern Munique e Real Madrid.

Depois de disputar a Liga Europa em 2009/10, na primeira época com Jorge Jesus, após o terceiro lugar no campeonato anterior, o clube da Luz jamais falhou uma presença na ‘Champions’, sendo que em duas ocasiões teve de disputar pré-eliminatórias.

Em nove anos, o melhor registo dos ‘encarnados’ foram duas presenças nos quartos de final, em 2011/2012, ainda com o atual treinador do Flamengo, e 2015/16, sob o comando de Rui Vitória, sendo afastado por Chelsea e Bayern, respetivamente.

As ‘águias’ conseguiram ainda ‘voar’ até aos oitavos de final em 2016/17, caindo perante o Borussia Dortmund, e foram relegadas para a Liga Europa, com o terceiro lugar no seu grupo, em quatro ocasiões (2010/11, 2012/13, 2013/14 e 2018/19).

Na primeira, o Benfica chegou às meias-finais da Liga Europa, para ser afastado pelo Sporting de Braga, e nas duas seguintes atingiu a final, perdendo a primeira para o Chelsea, nos descontos, e a segunda para o Sevilha, nos penáltis. A época passada, já com Bruno Lage, ficou-se pelos ‘quartos’.

As piores prestações aconteceram em 2014/15, com apenas uma vitória (1-0 ao Mónaco, na Luz), e em 2017/18, época em que o ‘onze’ de Rui Vitória foi o pior da competição: seis derrotas, em seis jogos, com um golo marcado e 14 sofridos.

Se o Benfica nunca atingiu sequer as ‘meias’ neste trajeto, precisando para isso de recuar até 1987/88, época da final perdida nos penáltis com o PSV Eindhoven, os seus três ‘companheiros’ de aventura apresentam um currículo bem diferente, para melhor.

FC Barcelona, Bayern e Real Madrid sagraram-se todos campeões neste período, os catalães duas vezes, em 2010/11 e 2014/15, os germânicos uma, em 2012/13, e os ‘merengues’, com Cristiano Ronaldo, quatro, em 2013/14, 2015/16, 2016/17 e 2017/18.

Os únicos cetros que fugiram a este trio foram os de 2011/12, numa final que os bávaros perderam em casa, nos penáltis, com o Chelsea, e da época passada, arrebatado pelo Liverpool, numa final 100% inglesa com o Tottenham (2-0).

Os ‘encarnados’ não poderiam, assim, ter melhor companhia, sendo que, no ‘ranking’ de presenças neste ciclo, são secundados por Manchester City e Shakhtar Donetsk, que vão cumprir em 2019/20 a nona participação em 10 anos.

Uma outra equipa poderia estar neste lote, o FC Porto, o que não acontece porque os ‘dragões’ foram surpreendentemente eliminados na terceira pré-eliminatória pelos russos do Krasnodar, que ganharam 3-2 no Dragão, após um 0-1 caseiro.

Os portistas ficam-se, assim, pelas oito participações desde 2010/11, sendo alcançados pelos alemães do Borussia Dortmund, os ingleses do Chelsea, os italianos da Juventus e os franceses do Paris Saint-Germain.

- Clubes com mais presenças na fase de grupos nas últimas 10 edições (2010/11 a 2019/20):

1. Benfica, Por 10

. FC Barcelona, Esp 10

. Bayern Munique, Ale 10

. Real Madrid, Esp 10

5. Manchester City, Ing 9

. Shakhtar Donetsk, Ucr 9

7. FC Porto, Por 8

. Borussia Dortmund, Ale 8

. Chelsea, Ing 8

. Juventus, Ita 8

. Paris Saint-Germain, Fra 8

*Notícia originalmente publicada a 14 de setembro de 2019

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.