O detentor do título Liverpool é um dos grandes candidatos à vitória na edição 2019/20 da Liga dos Campeões em futebol, juntamente com o Manchester City, de Guardiola, o FC Barcelona, de Messi, ou a Juventus, de Ronaldo.

Numa edição cuja fase de grupos arranca na terça-feira e que tem final marcada para Istambul, em 30 de maio de 2020, podem acrescentar-se na lista de pretendentes ao ‘trono’ o Bayern Munique e o Paris Saint-Germain, sem esquecer o Real Madrid.

O Atlético de Madrid, o Tottenham, finalista vencido na época passada, e o Chelsea não podem também ser retirados da ‘equação’, nem o Borussia Dortmund, sendo, por outro lado, pouco provável o aparecimento de um ‘novo’ Ajax.

Em 2018/19, os holandeses surpreenderam, falhando por segundos a final, mas, entretanto, perderam peças importantes e dificilmente poderão repetir a façanha, não se vislumbrando também, fora dos países ‘grandes’, quem o possa fazer.

A ‘Champions’ é, cada vez mais, uma prova ‘milionária’ e só ao alcance de ‘milionários’, que, ao mais pequeno sinal de talento, pegam nos seus milhões e ‘roubam-nos’ aos mais ‘pobres’ e ‘pequenos’, que o digam o Ajax ou o Benfica.

Desta forma, tudo aponta para que, pela 16.ª época consecutiva, depois de um ‘inusitado’ FC Porto-Mónaco em 2003/04, a prova seja um exclusivo entre equipas de Inglaterra, Espanha, Alemanha e Itália, com o PSG a ser o único verdadeiro candidato ‘forasteiro’, caso se restabeleça internamente, a quebrar o ciclo.

As grandes decisões da ‘Champions’ estão, porém, reservados para 2020, pois até ao fim de 2019, é tempo apenas para a fase de grupos, na qual não se preveem grandes ‘dores de cabeça’ para os mais fortes, que não estão, porém, a salvo de surpresas.

No Grupo A, o Paris Saint-Germain, que conseguiu segurar Neymar, aparentemente com vontade de partir, e acrescentou Icardi para juntar ainda a Mbappé, Cavani ou Di Maria, e o Real Madrid, agora com Hazard, são inquestionáveis candidatos, perante os ‘frágeis’ Club Brugge e Galatasaray.

O cenário é idêntico no Grupo B, com o Bayern Munique, sem Ribéry ou Robben, mas com Lewandowski, Neuer e agora Coutinho, e o Tottenham, de Kane e Eriksen, claros favoritos, perante o Olympiacos, de Pedro Martins, e o Estrela Vermelha.

No Grupo C, o Manchester City, que tudo conquistou em Inglaterra, é o único ‘grande’, pelo que o Shakhtar Donetsk, de Luís Castro, tem boas hipóteses de ser segundo, mais do que a estreante Atalanta e muito mais do que o Dínamo Zagreb.

Por seu lado, o Grupo D é como o A e o B, pois a Juventus, de Cristiano Ronaldo, e o Atlético de Madrid, com a nova ‘estrela’ João Félix, recrutada ao Benfica por 126 milhões de euros, dificilmente darão hipóteses ao Bayer Leverkusen e ao Lokomotiv Moscovo, do ‘herói’ luso Éder.

No Grupo E, está o detentor Liverpool, a equipa de Klopp, Salah, Mané, Firmino, Alisson e do ‘intransponível’ Van Dijk, favorito ao lado do Nápoles, perante Salzburgo e Genk.

Entre os cabeças de série, o que teve menos sorte foi o FC Barcelona, de Lionel Messi e agora também de Antoine Griezmann e Frankie De Jong, que é favorito no Grupo F, mas não pode facilitar muito, perante o Borussia Dormund e o Inter de Milão, agora comandado por Antonio Conte. O Slavia Praga é o ‘árbitro’.

O mais aberto de todos, é o Grupo G, em que o favoritismo é ‘inversamente proporcional’ aos potes, com o Leipzig a surgir na ‘frente’, seguido por Lyon, Benfica e Zenit. Nenhuma classificação final será, porém, verdadeiramente uma surpresa.

No Grupo H, o ‘tubarão’ é o Chelsea, detentor da Liga Europa, mas o equilíbrio promete reinar, face à presença do Ajax, do ‘turbulento’ Valência e do Lille.

A fase de grupos, com seis jornadas, desenrola-se até 11 de dezembro, com os dois primeiros de cada agrupamento a seguirem para os ‘oitavos’ (primeira mão em 18, 19, 25 e 26 de fevereiro de 2020 e segunda em 10, 11, 17 e 18 de março).

Depois, seguem-se os quartos de final (primeira mão em 07 e 08 de abril e segunda em 14 e 15), as meias-finais (primeira mão em 28 e 29 de abril e segundo em 05 e 06 de maio) e a final, a 30 de maio, em Istambul, na Turquia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.