O Manchester City vai ficar a conhecer o resultado do seu recurso contra os dois anos de suspensão das competições da UEFA na próxima segunda-feira, anunciou esta sexta-feira o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD).

O City foi banido pela UEFA e punido ainda com uma multa de 30 milhões de euros por exagerar as receitas dos patrocinadores para esconder o facto de não cumprirem as regras do Fair-paly financeiro entre 2012 e 2016.

O emblema inglês rapidamente refutou a acusação e uma audição de três dias foi realizada via videoconferência no mês passado.

"O Tribunal Arbitral do Desporto vai anunciar a decisão tomada no procedimento arbitral entre o Manchester City e a União Europeia de Associações de Futebol (UEFA) na segunda-feira, 13 de julho de 2020", disse o TAD num comunicado.

O TAD acrescentou que a decisão será anunciada às 10h30, hora local - 09h30 em Lisboa.

O City tem uma vantagem de 11 pontos sobre o quinto classificado Manchester United na Premier League e precisa de apenas uma vitória nos quatro últimos jogos para garantir a qualificação para a Liga dos Campeões.

Mas, se a suspensão for mantida ou apenas reduzida para um ano, quem ficar no 5.º posto fica com o lugar dos 'citizens' na Champions.

Independentemente do resultado do recurso, o City vai poder completar a sua campanha de 2019/2020 na Liga dos Campeões.

A equipa de Guardiola tem uma vantagem de 2-1 sobre o Real Madrid depois da primeira mão dos 'oitavos' e recebe os espanhois no dia 7 de agosto na 2.ª mão.

O torneio será completo com uma 'final 8' em Lisboa, com o Manchester City a defrontar a Juventus ou o Lyon nos quartos-de-final, se ultrapassarem o Real.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.