Há nove anos o Inter de Milão conquistou a Liga dos Campeões, para isso teve de vencer o Barcelona nas meias-finais. Os italianos estavam na altura sob o comando do treinador português e, esta segunda-feira, o 'Special One' deu uma autêntica aula e explicou como derrotou os espanhóis.

"Foi com o Messi que começámos a preparar o jogo e tentámos prever problemas que ele nos traria. Naquela altura, eles tinham o Ibramovic na frente, a fixar os centrais, e tinham o Messi na direita, claramente com liberdade para ir para variadas áreas", começou por explicar Mourinho.

Mas a explicação não ficou por aqui. "A nossa decisão passou sobre o que fazer quando o Messi fosse para dentro e o Dani Alves subisse. Vamos manter o Zanetti com o Messi? Depois o Alves está sempre solto na ala direita, o que ia obrigar o Pandev a jogar quase a lateral esquerdo. Para nós, foi claro. Ele não pode estar solto entre linhas. O médio tem de estar sempre em controlo da área e em contato com o lateral", revelou ainda.

Por fim, José Mourinho lembrou que "na altura, a imprensa italiana usou a palavra 'gabbia' que basicamente significa gaiola, mas para o Messi. Não porque jogámos homem a homem, mas porque o Zanetti, o Motta, o Cambiasso, todos eram responsáveis pelos movimentos do Messi".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.