Messi não gostou dos assobios dos adeptos do Barcelona para Coutinho. O médio brasileiro está longe de ter o rendimento esperado em Camp Nou e os adeptos blaugrana já perderam a paciência para com o craque, ex-Liverpool.

Esta quarta-feira, na primeira-mão das meias-finais da Liga dos Campeões, o jogador brasileiro voltou a ser assobiado. Uma atitude que desagradou a Messi, como o próprio deixou vincado quando foi celebrar o seu primeiro golo no jogo (na altura, o 2-0). Messi pediu aos adeptos que não assobiassem mas que aplaudissem Coutinho. No final do jogo, explicou o porquê de ter saído em defesa do craque brasileiro.

"Pedi para os adeptos estarem connosco. Estamos num momento decisivo e temos que estar mais unidos do que nunca. Não é hora de criticar ninguém. É feio assobiar um companheiro de equipa assim. Vamos antes apoiar, já falta pouco para acabar", justificou.

Coutinho deu o seu lugar a Nelson Semedo aos 60 minutos e a partir daí o Barcelona melhorou e muito, já que passou a defender melhor, como sublinhou Ernesto Valverde, na conferência de imprensa.

"Desde o início do jogo que estava com a sensação de que ia meter o Nélson no jogo. Não propriamente no lugar do Coutinho, mas aquela ala do Liverpool é muito perigosa e estávamos a ter dificuldades para parar o Robertson e o Mané. Melhorámos com a sbustituição", analisou o técnico blaugrana.

Um 'bis' de Lionel Messi ajudou, esta quinta-feira, o Barcelona vencer 3-0 o Liverpool e dar um passo importante rumo à final da Liga dos Campeões de futebol, em jogo da primeira mão das 'meias', disputado em Barcelona.

Os catalães chegaram ao intervalo já em vantagem, com um golo do uruguaio Luis Suárez, aos 26 minutos, tendo, na etapa complementar, entrado em ação o argentino Lionel Massi, autor de um 'bis', aos 75 e 82.

A segunda mão está agendada para o dia 07 de maio, em Liverpool.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.