A derrota do FC Porto frente ao Liverpool (0-5) esta quarta-feira, na primeira-mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, foi o maior desaire de sempre no Estádio do Dragão em jogos na Europa. Os cinco golos dos ingleses entram diretamente para a história, pois a equipa ‘portista’ nunca tinha perdido em casa, nas competições europeias, por mais de três golos.

 

No palco dos ‘dragões´, o Besiktas tinha sido o último adversário europeu a marcar pelo menos três golos, algo que aconteceu já está época, quando os turcos venceram por 3-1, na jornada de abertura da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Antes disso, o Artmedia, da Eslováquia, tinha vencido por 3-2 na época 2005/2006, numa altura em que a equipa do FC Porto era treinada pelo holandês Co Adrianse. Antes disso, o Real Madrid, ainda no extinto Estádio das Antas, venceu os portistas por 3-1 a 1 de outubro de 2003, na temporada em que o FC Porto acabaria por vencer a ‘Champions’ com José Mourinho ao comando.

Apesar de dentro de portas esta estatística ser invulgar, o FC Porto já registou outras derrotas com números volumosos em deslocações ao estrangeiro para as provas da UEFA.

Análise: Um São Valentim que o FC Porto não vai esquecer tão cedo
Análise: Um São Valentim que o FC Porto não vai esquecer tão cedo
Ver artigo

Em 2014/2015, quando Julen Lopetegui ainda comandava os ‘dragões’, o Bayern Munique 'humilhou' em casa os portistas por 6-1 depois de ter perdido por 3-1, o mesmo resultado registado em Atenas na deslocação ao terreno do AEK na época 1978/1979. Em outras três ocasiões registou-se um 0-5 nos encontros frente ao Hannover (1965/1966), PSV (1988/1989) e Arsenal (2009/2010). Noutros seis encontros, o FC Porto foi goleado por 0-4 frente ao Slovan Bratislava, Anderlecht, Manchester United, Real Madrid, Arsenal e Manchester City.

A goleada de ontem do Liverpool ultrapassa o último (e único) resultado humilhante a que o Estádio do Dragão tinha assistido quando o Nacional da Madeira venceu por 4-0 na temporada 2004/2005. Unidos de Lisboa e Belenenses nos anos 40, quando o FC Porto ainda jogava no Campo do Lima, e outra vez os ‘azuis do Restelo’, em 1974/1975, no Estádio das Antas, foram os outros clubes que marcaram quatro ou mais golos em casa dos ‘portistas’.

O resultado desnivelado assinala não só o fim da série de 24 jogos sem perder do FC Porto – a última derrota tinha sido frente ao Leipzig na Alemanha (3-2) – mas também a maior vitória de sempre de equipas inglesas em Portugal, empurrando para o segundo lugar a derrota do Benfica em casa frente ao Manchester United (5-1), em 1966.