Sérgio Conceição analisou a despedida do FC Porto da Liga dos Campeões frente ao Liverpool. O técnico portistas considera o resultado "demasiado pesado" e frisou que a equipa ainda tem mais duas frentes até ao final da época.

Análise do jogo

"Hoje teve a ver mais uma vez com o que aconteceu em Anfield. Foi um resultado pesado para aquilo que fizemos. É de louvar aquilo que os meus jogadores fizeram, a estratégia foi planeada para acontecer o que aconteceu na primeira parte, principalmente nos primeiros 30 minutos. (...) Eles praticamente não chegaram à baliza, mesmo ao último terço. Tivemos três ocasiões claras e teria sido diferente se tivéssemos sido eficazes".

Resposta da equipa

"Uma equipa com grande caráter, estávamos a perder e não era merecido. Depois com o segundo golo não atirámos a toalha ao chão. Somos uma equipa de grande personalidade, pela forma como queríamos ganhar, e por aquilo que foi a despesa do próprio jogo, aconteceu depois o 3-1 e o 4-1. O Liverpool fez quatro remates à baliza, o Iker não fez nenhuma defesa e marcaram quatro golos. Podíamos ter dado outro rumo ao jogo com mais eficácia."

Estratégia para o jogo

"Um jogo estrategicamente muito bom, muito acima da média. Limitámos ao máximo o que era a ligação da equipa adversária, da profundidade com que jogam, com muito critério no espaço que está nas costas da linha defensiva. Estivemos perfeitos na primeira parte. Depois, sofrer um golo daquela forma, perceber que tínhamos de fazer quatro golos, não é fácil para ninguém. Os meus parabéns aos jogadores. Mesmo a perder por 2-0 fomos sempre à procura do golo".

Apoio do público

"O público foi fantástico há aqui uma grande empatia com a equipa. Temos dois títulos a disputar (campeonato e Taça de Portugal) e queremos muito ganhá-los. O público sabe que de nós pode esperar sempre o máximo. Podemos não conseguir, mas damos sempre o máximo e houve muita qualidade em termos táticos e a nível individual da equipa".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.