O Tottenham recebe o Ajax esta terça-feira, em jogo da primeira-mão das meias-finais da Liga dos Campeões. Este é duelo inédito entre os 'outsiders' da prova, que vão colocar tudo em campo para atingir a final da prova, onde irão enfrentar Barcelona ou Liverpool, os principais favoritos a vencer.

As duas formações chegam a esta fase depois de um percurso surpreendente.

Os londrinos, que tinham alcançado esta fase em 1961/62, na primeira de cinco presenças na Taça/Liga dos Campeões Europeus, começaram por passar o grupo B em segundo lugar, atrás do FC Barcelona e à frente de Inter de Milão e PSV.

Nos ‘oitavos’, o Borussia Dortmund não conseguiu fazer face ao poderio dos ‘spurs’, que passaram a eliminatória com um agregado de 4-0 (3-0 e 1-0), antes de causarem surpresa nos quartos de final, num duelo britânico, ante o Manchester City, que era indicado como dos favoritos à vitória final, vencendo em casa por 1-0 e perdendo fora por 4-3.

Pela frente, o Tottenham terá um dos históricos do futebol europeu, os holandeses do Ajax, quatro vezes campeões europeus, a última das quais em em 1995, pela mão de Louis van Gaal, e que contam no plantel com os jovens talentos Matthijs de Ligt e Frenkie de Jong.

A equipa de Amesterdão, comandada por Erik ten Hag e que conta com o guarda-redes português Bruno Varela, passou o grupo E juntamente com o Bayern de Munique, deixando para trás Benfica e AEK, antes de causar sensação ao eliminar os poderosos Real Madrid, nos oitavos de final, e a Juventus, nos ‘quartos’.

Na antevisão do encontro, os dois treinadores trocaram 'farpas' entre si. Mauricio Pochettino, considerou "injusto" o fim de semana de descanso concedido à equipa holandesa pela Federação daquele país, por força da participação na Liga dos Campeões. Uma ideia recusada pelo treinador do Ajax.

"Recebemos 10 milhões de euros por jogar na Eredivisie [Liga holandesa] e eles ganham muito mais por estarem na Premier League. Isso não é injusto para nós?", questionou Erik ten Hag, na antevisão à partida com os 'spurs'.

O técnico do conjunto de Amesterdão não esconde a ambição de chegar à final da prova, algo que não acontece ao Ajax desde 1996.

"Ninguém esperava que uma equipa holandesa estivesse nas meias-finais da Liga dos Campeões. Conseguimos um feito importante, mas queremos mais. Não queremos descansar, porque a satisfação causa preguiça", disse.

Para Pochettino, o favorito a vencer a Liga dos Campeões é o Barcelona porque... tem Messi.

"Para mim não há favorito, se olharmos para o que se passou nos quartos de final. Mas pessoalmente, o favorito é quem tem Lionel Messi, e esse é o Barcelona. Se não fosse assim, haveria uns 25 por cento para cada semifinalista", afirmou o treinador dos 'spurs' em entrevista ao portal Goal.

Sobre o jogo com o Ajax, Pochettino voltou a lamentar que o conjunto holandês tenha mais tempo de descanso.

"Conhecemo-los bem. Estaremos em desvantagem porque não teremos uma semana livre para preparar o jogo", referiu.

De resto, a Liga dos Campeões deste ano terá uma final inédita, já que o Tottenham nunca chegou a uma final e o Ajax nunca defrontou FC Barcelona ou Liverpool na decisão.

O Tottenham-Ajax está marcado para às 20h00 desta terça-feira, no novíssimo e sofisticado estádio dos 'spurs'.

A final da Liga dos Campeões está agendada para 01 de junho, no Estádio Wanda Metropolitano, em Madrid.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.