“Foi um lance de inteligência do Ruben Micael e do Falcao”, sublinhou o extremo, que se estreou a marcar na Liga dos Campeões.

Apesar de alguma sorte no primeiro golo, com muita ajuda do guardião londrino, a perseverança de Varela acabou por ser premiada com um golo, o primeiro na “liga milionária”.

“Fui feliz, porque o cruzamento foi tenso. Queríamos marcar cedo e conseguimos”, frisou.

Falcao, autor do golo que deu a vantagem ao FC Porto para a segunda-mão, a 9 de Março em Londres, frisou que os portistas deram “o primeiro passo”.
“Graças a Deus chegámos ainda à vitória. Agora, é sempre bom entrar em campo no segundo jogo em vantagem”, sublinhou o avançado, que leu bem as intenções de Ruben Micael quando este marcou rapidamente um livre indirecto na grande área, em consequência de uma falta infantil de Fabianski, que agarrou a bola num atraso de Sol Campbell, autor do único golo do Arsenal.

O FC Porto desloca-se a 9 de Março ao reduto do Arsenal, em jogo da segunda-mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.