Arsène Wenger está sem clube desde que deixou o Arsenal no final da temporada 2017/2018, mas agora o técnico francês surge como favorito para assumir o comando técnico do Bayern Munique, após a demissão de Niko Kovac.

Questionado sobre essa possibilidade, Wenger mostrou-se disponível.

"Bayern Munique? Claro que é um clube que interessa. Treinar foi a minha vida até agora. Foram 36 anos sem parar. Sinto falta da intensidade", afirmou o técnico ao canal BeIn Sports.

O treinador francês deixou ainda críticas ao futebol praticado pelo Barcelona, que esta terça-feira não foi além de um empate a zero com o Slavia de Praga.

"Hoje o Barcelona joga como uma equipa em crise. São lentos, sem dinamismo e individualistas. O clube tem história de jogo coletivo, mas hoje joga à espera de Messi. Antes, a 'música' era bonita, de uma equipa fantástica, que só esperava a aparição do craque. Hoje parece que perderam o carisma", observou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.