O treinador do Benfica, Bruno Lage, fez esta quarta-feira a antevisão do próximo jogo dos 'encarnados' para a Liga Europa e assumiu que vai fazer uma gestão de esforço de alguns dos jogadores mais utilizados frente ao Dínamo de Zagreb.

Em declarações à SIC, o técnico dos 'encarnados' falou sobre o próximo adversário do Benfica na Liga Europa e sobre a necessidade de recorrer à gestão do plantel por causa do número de competições em que as 'águias' estão envolvidas.

"Independentemente do onze, o que interessa é fazer o que temos vindo a fazer. É um adversário difícil, fez uma campanha muito boa na Taça UEFA. O mais importante é olharmos para nós e levar a discussão da eliminatória para a Luz", começou por dizer Bruno Lage sobre o Dínamo Zagreb.

"É uma equipa que joga muito bem, normalmente em 4x3x3. A única dúvida é que tipo de meio-campo vão apresentar. Têm apresentado um meio-campo a três, eventualmente connosco podem apresentar dois médios e ter um médio ofensivo à frente", acrescentou o técnico do Benfica sobre o adversário.

Questionado sobre a possibilidade do Dínamo de Zagreb dar iniciativa de jogo ao Benfica, Bruno Lage assumiu que esse é um cenário possível para o jogo de amanhã.

"Vamos ver, às vezes há surpresas. Já vi o Dínamo a fazer as duas coisas. Sabe controlar espaços, dar a bola ao adversário e depois ter uma transição ofensiva muito forte, mas também já vi uma equipa com bola, boa atitude, a ter sempre boa largura e boa dinâmica. O que é mais importante é perceber que resposta o adversário vai dando ao que vamos fazendo e dar uma resposta melhor", atirou o técnico do Benfica antes de falar das ausências de Pizzi, André Almeida e Jonas.

"Gosto não de olhar para a gestão de esforço mas sim para a gestão de plantel. Há jogadores que têm dado resposta e merecem jogar. Todos têm feito isso e vamos fazendo gestão de plantel porque estamos em três competições", sentenciou Bruno Lage.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.